sexta-feira, 2 de agosto de 2013

Raios, trovões e muitas, muitas amantes!

Após perceber o interesse surgido com o artigo O anão e suas cinco companheiras, resolvi escrever algo semelhante sobre outros planetas do Sistema Solar. Assim, escolhi para hoje Júpiter e seus 67 (!) satélites naturais. Bem, na verdade, não abordarei todas as luas jupiterianas, afinal isso deixaria o artigo um tanto extenso e chato. Abordarei aqui somente alguns satélites, o suficiente para que o título deste post faça sentido.

A grande mancha vermelha de Júpiter. (Fonte: The University of Arizona.)
A grande mancha vermelha de Júpiter. (Fonte: <em>The University of Arizona</em>.)

Antes, porém, algumas informações:

Júpiter, o maior planeta do sistema solar, é um gigante gasoso que impressiona pelos seus números. Com massa igual a 1,9 × 1027kg (quase 320 vezes maior que a da Terra) e raio igual a 71 492km (11 vezes maior que o da Terra), apresenta 67 satélites conhecidos ao seu redor, quatro dos quais visíveis através de lunetas simples em noites sem Lua e sem nuvens. (Trecho do artigo E a faixa de Júpiter?)

A estátua de Zeus. (Fonte: Wikimedia.)
A estátua de Zeus. (Fonte: Wikimedia.)

Para compreender os nomes relacionados aos satélites jupiterianos (ou jovianos), é necessário primeiro entender o nome do próprio planeta: Júpiter, ou Jove, é o deus romano do céu e do trovão, e o rei dos deuses. Na mitologia grega, corresponde a Zeus, quase sempre representado em estátuas e pinturas segurando um grande raio. Opa! Parte do título do artigo já está compreensível, não? E aqui, quando partimos para a mitologia grega, é que começamos a entender os nomes dos satélites.

As luas de Júpiter são separadas em dois grandes grupos:

  • oito internas, bem conhecidas, com órbitas circulares praticamente num mesmo plano equatorial – as luas regulares;
  • cinquenta e nove externas, que parecem ser corpos que foram capturados pelo gigantesco campo gravitacional jupiteriano. Estes corpos já foram asteroides, cometas e outros fragmentos, e agora apresentam órbitas elípticas e com as mais diferentes inclinações – as luas irregulares.

Os satélites regulares de Júpiter, em número de oito, compõem dois grupos: as luas do grupo Amalteia e os satélites galileanos.

Grupo Amalteia

Este grupo é constituído por 4 satélites naturais internos – os mais próximos do planeta – que estão intimamente relacionados com os anéis de Júpiter. (Sim, Júpiter tem anéis! Mas isso fica para outro dia.) São, de dentro para fora: Métis, Adrasteia, Amalteia e Tebe.

Métis

A primeira esposa de Zeus. Uma titã, filha de Tétis e Oceano. É a representação da prudência e da astúcia. Foi a grande responsável por dar a Cronos, pai de Zeus, uma bebida mágica que o fizesse regurgitar os outros filhos, que por ele haviam sido devorados vivos. Do casamento de Zeus e Métis nasceu Atena, deusa da guerra, cujo parto merece um artigo próprio, tamanha a bizarrice imaginada pelos antigos gregos.

A infância de Zeus, de Jacob Jordaens. (Fonte: Wikimedia.)
A infância de Zeus, de Jacob Jordaens. (Fonte: Wikimedia.)

Adrasteia

Ninfa que cuidou de Zeus durante sua infância, encargo atribuído por Rhea, mãe de Zeus, que queria protegê-lo do pai, Cronos, para que este não o devorasse, como fizera com seus irmãos mais velhos. Podemos dizer que Adrasteia foi a mãe de criação de Zeus.

Amalteia

A ninfa que amamentou o bebê Zeus, atribuição recebida de Adrasteia. Em muitos dos mitos gregos, Amalteia aparece como uma cabra, de cujo leite Zeus teria se alimentado.

Tebe

Na mitologia grega há várias personalidades femininas com o nome Tebe. Aqui, certamente refere-se à ninfa nascida do casamento de Zeus com Iodame.

Satélites Galileanos

Sãos os maiores satélites de Júpiter. Receberam esse nome porque foram descobertos por Galileu Galilei, em 1610, quando observava o céu com uma luneta. São, do mais próximo do planeta ao mais distante: Io, Europa, Ganimede e Calisto.

Io

Ninfa sacerdotisa de Hera em Argos. Hera, a deusa das mulheres e do casamento, era irmã e esposa de Zeus (eca!). O deus do trovão, encantado pela beleza de Io, seduziu-a e tomou-a por amante. Quando Hera descobriu, Io foi transformada por Zeus em uma novilha, para protegê-la da fúria de sua esposa. Sem comentários...

Europa

Mulher fenícia por quem Zeus se apaixonou. Segundo alguns dos relatos mitológicos, Zeus, encantando pela beleza de Europa, transformou-se em um belo touro branco e se misturou com o rebanho do pai da moça. Quando ela o viu, admirada pela beleza do animal, foi até ele e se sentou sobre ele, como faria com um cavalo. O touro-Zeus aproveitou a oportunidade e saiu galopando, com a mulher nas costas, atirou-se ao mar e nadou até a ilha de Creta, onde revelou sua identidade. Tomou-a como amante e fez dela a primeira rainha de Creta, com quem teve seis filhos. Ao partir, Zeus deixou o registro do belo touro no céu, sob a forma da constelação de Touro.

Ganimede

Um rapaz de Troia, descrito como "o mais belo entre os mortais" (Homero). Foi sequestrado por Zeus (que apareceu sob a forma de uma águia) e levado ao Monte Olimpo, onde trabalharia como responsável pelos vinhos. Apaixonado pela beleza de Ganimede, Zeus o fez seu amante e lhe concedeu imortalidade e eterna juventude. Também imortalizou o rapaz no céu, sob a forma da constelação de Aquário, que se relaciona com a constelação da Águia.

Constelações. (Fonte: Stellarium.)
Constelações. (Fonte: <em>Stellarium</em>.)

Calisto

As constelações da Ursa Maior e da Ursa Menor. (Fonte: Stellarium.)
As constelações da Ursa Maior e da Ursa Menor. (Fonte: <em>Stellarium</em>.)

Ninfa de Artêmis, a deusa da caça. Como toda ninfa dedicada a essa deusa, fez votos de virgindade eterna. Porém, Zeus, nossa grande personagem, apaixonado pela moça, apareceu sob a forma de Artêmis e a seduziu. Tomou-a por amante, com quem teve um filho, Arcas. Quando Artêmis descobriu, furiosa, transformou-a em um urso. Calisto, sob a forma ursina, adentrou um recinto restrito de Zeus, e quase foi morta por seu próprio filho, que a atacou com uma lança. O deus do trovão imortalizou ambos no céu, sob as formas das constelações da Ursa Maior (Calisto) e da Ursa Menor (Arcas).

Os satélites irregulares

Vejamos, brevemente, os nomes dos outros 59 satélites jovianos:

  1. Temisto, amante de Zeus, filha da deusa dos rios, Ínaco.
  2. Leda, amante de Zeus, mãe de Helena de Troia.
  3. Himalia, amante de Zeus, com quem teve três filhos.
  4. Lisiteia, filha de Oceano e amante de Zeus, com quem teve Dionísio.
  5. Elara, amante de Zeus, com quem teve o gigante Tício.
  6. S/2000 J 11, descoberto no ano 2000, ainda sem nome oficial.
  7. Carpo, filha de Zeus com a titã Têmis.
  8. S/2003 J 12, descoberto em 2003, ainda sem nome oficial.
  9. Euporia, filha de Zeus, irmã de Carpo.
  10. S/2003 J 3, descoberto em 2003, ainda sem nome oficial.
  11. S/2003 J 18, descoberto em 2003, ainda sem nome oficial.
  12. S/2011 J 1, descoberto em 2011, ainda sem nome oficial.
  13. S/2010 J 2, descoberto em 2010, ainda sem nome oficial.
  14. Telxinoi, uma das quatro musas originais, filha de Zeus com a titã Mnemosine.
  15. Euante, uma das graças, segundo alguns escritos filha de Zeus com Eurínome, filha de Oceano e Tétis.
  16. Helique, ninfa que ajudou na criação de Zeus durante a infância.
  17. Ortósia, deusa da prosperidade, filha de Zeus, irmã de Carpo.
  18. Iocasta, nome derivado de Jocasta, esposa de Laio e mãe de Édipo. Não encontrei relação com Zeus. :(
  19. S/2003 J 16, descoberto em 2003, ainda sem nome oficial.
  20. Praxidique, deusa da punição judicial e da execução da vingança. Sem relação com Zeus.
  21. Harpalique, que aparece em alguns escritos como amante de Zeus.
  22. Mneme, uma das musas originais, filha de Zeus.
  23. Hermipe, filha de Beoto e amante de Zeus e Poseidon.
  24. Tione, outro nome de Lisiteia, amante de Zeus, mãe de Dionísio.
  25. Anaque, personificação da necessidade, amante de Zeus.
  26. Herse, filha de Zeus com Selena, a deusa da Lua.
  27. Etna, a personificação do Monte Etna e amante de Zeus.
  28. Cale, esposa de Hefesto, o deus da metalurgia, filho de Zeus e Hera.
  29. Taigete, filha do titã Atlas e amante de Zeus.
  30. S/2003 J 19, descoberto em 2003, ainda sem nome oficial.
  31. Caldene, amante de Zeus.
  32. S/2003 J 15, descoberto em 2003, ainda sem nome oficial.
  33. S/2003 J 10, descoberto em 2003, ainda sem nome oficial.
  34. S/2003 J 23, descoberto em 2003, ainda sem nome oficial.
  35. Erinome, amante de Zeus.
  36. Aoede, uma das musas originais, filha de Zeus com Mnemosine.
  37. Calicore, em alguns escritos, musa, filha de Zeus; em outros, ninfa que ajudou na criação de Dionísio, filho de Zeus.
  38. Calique, em alguns escritos, amante de Zeus; em outros, ninfa que ajudou na criação de Dionísio, filho de Zeus.
  39. Carme, amante de Zeus.
  40. Calírroe, filha de Oceano e Tétis, uma náiade esposa de Poseidon, irmão de Zeus. Há alguns escritos que colocam Calírroe como uma das conquistas do deus do trovão.
  41. Eurídome, na mitologia também chamada Eurínome, era amante de Zeus, mãe das graças.
  42. S/2011 J 2, descoberto em 2011, ainda sem nome oficial.
  43. Pasitea, uma das graças, filha de Zeus com Eurínome. Há alguns escritos que colocam Pasitea como filha de Hera com Dionísio, esposa e filho de Zeus, respectivamente.
  44. S/2010 J 1, descoberto em 2010, ainda sem nome oficial.
  45. Coré, outro nome de Perséfone, a senhora do submundo, filha de Zeus com a irmã Deméter.
  46. Cilene, uma náiade, filha de Zeus.
  47. Euquelade, uma musa, filha de Zeus.
  48. S/2003 J 4, descoberto em 2003, ainda sem nome oficial.
  49. Pasífae, filha do deus do Sol, Hélios, com a oceânida Perse, e esposa do rei Minos. Mãe do Minotauro, após maldição lançada por Poseidon, irmão de Zeus.
  50. Hegemone, uma musa, filha de Zeus.
  51. Arque, uma musa, filha de Zeus.
  52. Isonoe, amante de Zeus.
  53. S/2003 J 9, descoberto em 2003, ainda sem nome oficial.
  54. S/2003 J 5, descoberto em 2003, ainda sem nome oficial.
  55. Sinope, por quem Zeus se apaixonou e a quem jurou cumprir seu mais importante desejo. Ela pediu para permanecer virgem.
  56. Esponde, uma das deusas do tempo, filha de Zeus com Têmis.
  57. Autonoe, uma das nereidas, amante de Zeus.
  58. Megaclite, amante de Zeus.
  59. S/2003 J 2, descoberto em 2003, ainda sem nome oficial.

Entendeu o título, agora? ;)